Resultado de imagem para nada dura para sempre sidney sheldon



Título Original: Nothing Lasts Forever
Editora: Record
Página: 368
Gênero: Suspense, Mistério.
Nota: 






Heeey  
O livro "Nada Dura Para Sempre" assim como " A Herdeira" foram livros que posso dizer que são raridades de família, meus pais assinavam o Clube do Livro (infelizmente não existe mais) e tinham esses livros. Não tinha nada para ler no feriado e decidi ler esse livro, foi uma das melhores coisas que fiz porque ele se tornou meu livro favorito da vida. Confiram: 

Kate Hunter, Betty Taft e Paige Taylor são as únicas mulheres em um grupo de médicos residentes de um hospital de São Francisco. Além de trabalharem juntas, elas dividem o mesmo apartamento e protagonizam situações, no mínimo, insólitas: a primeira, por pouco não provoca a interdição do hospital; a segunda mata um doente em troca de um milhão de dólares; e a terceira é assassinada. Em "Nada Dura Para Sempre", Sidney Sheldon cria uma trama na qual transitam profissionais da medicina e mafiosos, pacientes e viciados em drogas.

Outras capas: 



Resultado de imagem para nada dura para sempre sidney sheldonResultado de imagem para nada dura para sempre sidney sheldon



Esse livro foi lido em um dia, sim em um dia. Meus pais são fãs assíduos do Sidney Sheldon, tinham esse livro porque participavam de algo chamado O Clube do Livro (que os faziam receber um livro todo mês em casa), então eu, como boa filha, também me apaixonou por ele. É o Sidney Sheldon, tudo o que eu disser nessa resenha jamais será comparado a sensação de realmente ler ele, Nada Dura Para Sempre é um livro intenso e impossível de largá-lo!


Em Nada Dura Para Sempre temos a história de três médicas residentes a Paige , Kat e Honey. Cada uma delas tem uma história particular que no final se tornam intrínsecas, Beth vulgo Honey sempre fora a ovelha negra da família e por causa disso ao descobrir sua sexualidade ela acaba usando ela para conquistar o que desejava, formou-se em medicina para que enfim pudesse ser o orgulho da família, ela é uma personagem manipuladora mas que é impossível não nutrir amor. Kate é uma médica negra e tem que lidar com as dores do passado e o preconceito por ser mulher e negra (já ouvimos essa história antes, seria em 2017 mesmo?). Paige tem um histórico "médico" na família já que seu pai ajudava na OMS e foi onde ela conheceu Alfred, o homem que pensou ser o amor da sua vida.

O enredo, além de todo o lado obviamente fantasioso, trata assuntos bem reais e atuais como: machismo, preconceito, violência física com a mulher, abuso sexual e desses temas o que mais se sobressaí na minha opinião é o machismo. Elas tem que até mesmo dividir o banheiro com homens e aguentar comentários nada agradáveis, porquê as três são as únicas mulheres residentes. O preconceito fica claro do início ao fim.

É um livro muito intenso, eu poderia ficar falando horas dele aqui e ainda assim não seria capaz de descrever todo esse enredo maravilhoso. O livro é narrado em terceira pessoa, temos descrições incríveis que faz com que você realmente se sinta dentro de um hospital na pele de um residente de medicina, cada descrição deixa o leitor mais perto das personagens e de todo o cenário descrito em San Francisco.

O modo como a história se desenrola  vai apenas atiçando o leitor. O livro se passa em 1990 e vemos que os problemas acerca da mulher como profissional ainda são os mesmos, Sidney retrata isso de maneira austera, impactante, real e sem dúvida o leitor não consegue parar de ler em nenhum minuto. Por isso é um livro incrível!

Foi minha segunda leitura do Sidney Sheldon, o primeiro foi A Herdeira, mas sem dúvida até agora esse é meu livro favorito dele. Leiam e se apaixonem  


Deixe um comentário