Título Original: The Ruby Circle
Autor(a): Richelle Mead
Editora: Seguinte
Páginas: 336
Tempo de Leitura: Uma Semana
Nota: 










Heeey !

Fazer essa resenha é incrível porque esse foi o melhor livro da série Bloodines que li desde Laços de Sangue e Lírio Dourado, a série inteira é incrível mas esse último livro foi tão bom quanto o último de Vampire Academy. A Richelle Mead soube finalizar a série de forma tão completa e incrível que fazer a resenha sem me exaltar foi um desafio. Confiram:


Depois que Sydney Sage escapou das garras dos alquimistas, que a torturaram por viver um romance proibido com Adrian Ivashkov, o casal passou a viver exilado na Corte Moroi. Hostilizada por todos ao seu redor por ser uma humana casada com um vampiro, a garota quase não sai de casa e perde a noção do tempo, trocando o dia pela noite.Mas logo Sydney se vê obrigada a abandonar seu refúgio, já que seu coração continua apertado desde que Jill Dragomir desapareceu. O sumiço da jovem princesa vampira coloca em risco toda a estabilidade política dos Moroi… Então quem estará por trás desse sequestro? Sydney precisa dar um jeito de trazer a amiga de volta — e ao mesmo tempo alcançar sua própria liberdade.)

Outras capas:



CUIDADO PODE CONTER SPOILER DOS LIVROS ANTERIORES

É um pouco triste fazer essa resenha porque depois de finalizar Vampire Academy senti que a Richelle Mead tinha levado um pedaço meu que jamais devolveria e quando comecei a ler Bloodlines (o spin-off da série) eu senti que tinha perdido mais um pedaço e hoje ao terminar a série depois de tanto enrolar queria poder dizer para a Richelle "Muito obrigado por criar dampiros, morois, alquimistas e strigois e me dar esse mundo de presente" Me apeguei muito a história e em O Círculo Rubi o melhor final foi dado para a série.

No último livro da série Sydney Sage e Adrian Ivashkov encontram ainda mais dificuldades, estão exilados na corte sem poder sair com medo de que os alquimistas venham atrás da Sydney (já que eles mesmo a ameaçaram no final do penúltimo livro). A vida que eles almejavam e idealizavam como casados não está se saindo como imaginaram, presos na corte e sofrendo preconceito e tudo o que eles tem agora. Sydney ainda sofre com os pesados que os alquimistas colocaram nela e Adrian tenta controlar os próprios demônios causados pelo espírito.

Ser a Sra. Ivashkov não tem sido fácil para Sydney e tudo desmorona ainda mais quando uma pista direcionada para ela é enviada pela Srta. Terwillinger, uma caixa pode revelar o paradeiro verdadeiro da princesa moroi Jill Dragomir (que sumiu no final do Sombras Prateadas) com isso fugir da segurança da corte é a única solução para que a princesa seja achada e que a Lissa tenha o trono totalmente em suas mãos novamente.

“— Sydney — Adrian me interrompeu, segurando meu rosto entre as mãos. — Nunca, nunca pense desse jeito. Não me arrependo de nada que enfrentamos juntos. Estar com você é a melhor coisa que poderia ter me acontecido, a única decisão perfeita que tomei nessa minha vida atrapalhada e sem juízo. Faria tudo de novo para ficar ao seu lado. Nunca duvide disso. Nunca duvide do que sinto por você.”

Esse livro me deixou surtada, foram muitas descobertas então se você não quer saber sobre nenhuma delas pule esse parágrafo porque TEM SPOILER, SPOILER: Primeiro descobrimos que o pai do Dimitri (meu deus grego lindo) é um Ivashkov ou seja ELE É PRIMO DO ADRIAN! EU AINDA NÃO SEI LIDAR COM ISSO. O segundo é que os dampiros que voltaram da vida depois de ser strigoi podem ter "filhos" EU SURTEI, porque isso significa muita coisa.

Acabando com os spoilers a história segue dinâmica e sem enrolações como é de se esperar da Richelle, narrado pelo Adrian e pela Sydney temos tempo os dois lados da história. Ao contrário do que era esperado a história não foca apenas no resgate da Jill, temos também a descoberta do que aconteceu com a Olive (irmã da Charlotte, dampira que voltou da vida depois de ser strigoi), descobrimos que a raça moroi está para mudar o que daria mais uma brecha para outra série envolvendo.

Richelle soube finalizar a história de cada uma das personagens, soube exatamente onde parar e agradar a todos os shipps. Nesse livro temos mortes consideráveis e segredos capazes de mudar tudo que conhecemos sobre os vampiros. Foi um livro mais engraçado porque a Rose e o Dimitri apareceram mais e os dois juntos são incríveis, embora eu ame a Sydney o Adrian eles não são tão engraçados.

O final foi digno da série, tudo foi resolvido mas a Richelle deixou algumas coisas em abertas que podem dar a continuação a uma nova história (já que ela mesma nunca descartou a possibilidade de nos despedirmos definitivamente deles), ainda temos a impressão de que veremos Rose, Dimitri, Adrian e Sydney de novo assim como Jill e Eddie. O fato de ela ter escrito um spin-off tão bom mostra como o universo criada pela autora é extramente rico.



"O que estou prestes a falar vai mudar o tudo o que vocês pensam - Adrian disse. Ele se focou em Rose e Dimitri. - O mundo de vocês dois em particular está prestes a mudar."


Na conclusão temos a volta de praticamente todos os inimigos: Alquimistas, Guerreiros, Bruxas e todos eles unidos ajudam a concluir Bloodlines. A história é incrível, temos um pouco de tudo, romance, aventura, sangue, mortes, brigas e descobertas de grandes segredos. Realmente sou apaixonada pela Richelle Mead e espero ler mais coisas dela e que ela não desista de escrever sobre essas personagens incríveis. Dimitri e Rose ainda me apaixonam mais do que tudo.

Vampire Academy e Bloodlines nos apresentam personagens tão reais e completas que dá vontade de "desler" apenas para poder ler e se encantar novamente com a história. Vampiros não brilham e guardiões arrasam!



2 Comentários

  1. Genteeeeeeee, eu AMO Academia de Vampiros e minha felicidade veio à tona agora que descobri mais alguém que ama hahaha
    Este spin-off, porém, ainda não tive a chance de ler, mas me parece ser igualmente maravilhoso. E que edições, hein? Encantadoras!

    Beijos
    http://www.blogleituravirtual.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bate aqui então coleguinha o/ eu também sou APAIXONADA POR VA. Leia é muito bom, claro que não temos mais o prazer de ver a Rose narrando mas a Sydney é tão diferente dela e isso torna o livro incrível ! As edições são lindas deeeeemais.

      Bjoos Miih <3

      Excluir