Título Original: Playlist For The Dead
Páginas: 283
Autor(a): Michelle Falkoff
Editora: Novo Conceito
Nota: 






Heey !

Esse livro foi uma cortesia da Editora Novo Conceito depois de eu dar minhas primeiras impressões sobre ele, confesso que esse livro é daqueles que fazem pensamentos realistas se passarem pela nossa cabeça depois de lê-lo, e que nós nunca conhecemos a dor de uma pessoa. Confiram minha resenha:


A Playlist de Hayden - Depois da morte de seu amigo, Sam parece um fantasma vagando pelos corredores da escola, o que não é muito diferente de antes. Ele sabe que tem que aceitar o que Hayden fez, mas se culpa pelo que aconteceu e não consegue mudar o que sente
Enquanto ouve música por música da lista deixada por Hayden, Sam tenta descobrir o que exatamente aconteceu naquela noite. E, quanto mais ele ouve e reflete sobre o passado, mais segredos descobre sobre seu amigo e sobre a vida que ele levava.
A PLAYLIST DE HAYDEN é uma história inquietante sobre perda, raiva, superação e bullying. Acima de tudo, sobre encontrar esperança quando essa parte parece ser a mais difícil.

Outras Capas:

Não fiquei muito surpresa com esse livro, embora ele traga uma mensagem muito forte não foi o meu favorito sobre o tema. Continuo insistindo que ele se parece muito com Os 13 Porquês, mesmo que em um seja usado a música e no outro a carta eles não sejam de ser livros muito parecidos. Mas o fato de serem livros tão parecidos não o fazem melhor ou pior, pelo contrário Hayden me fará pensar em sua história por muito tempo.

Mas, não é uma leitura chata, muito pelo contrário é muito bom lê-lo. A narração é na primeira pessoa, narrada por Sam. O livro tem muitos pontos que são para pensar como; toda palavra pode machucar e causar um efeito negativo, bullying não é engraçado é um problema sério.

Sam é o melhor amigo do Hayden, eles tem uma terrível discussão em uma festa e aparentemente ele nem sabe porque o melhor amigo está agindo daquela maneira e acaba dizendo o que não. Hayden tem a vida cheia de problemas, ele sofre bullying do próprio irmão e os amigos, os pais o consideram burro por causa da dislexia e todos praticamente o ignoram.

Não é uma vida fácil e ele recorre ao modo que achou mais fácil de aliviar a dor, se suicidou. Sam não acha que isso foi correto e nem que foi corajoso, e nem eu para falar a verdade (mas o que eu acho em relação a isso não interessa), e se vê revoltado para tentar entender porque Hayden não disse que as coisas estavam mais difíceis do que ele pensava.

Hayden deixa um playlist com músicas que possivelmente dizem alguma coisa sobre sua escolha. São músicas que parecem se encaixar para o Sam em alguns momentos em que se lembra do melhor amigo, dos jogos online que jogavam, dos quadrinhos que liam, das noites que riam.



Conforme novos personagens são inseridos fica nítido que ambos sofrem muito, e que há muito mais segredo sobre a noite da festa do que Sam imagina. Ele acaba conhecendo, e se apaixonando, pela Astrid uma garota também misteriosa que parece conhecer muito bem Hayden, então aí que o mundo de Sam dá voltas porque ele achava que era o único melhor amigo de Hayden, e essa não era a verdade.

Não sei se eu conseguiria escutas as músicas dessa playlist, sempre me lembraria de alguém que morreu mesmo que o Hayden não seja real, me pego pensando em quantos outros "Haydens" estão pensando em tomar o mesmo caminho, em quantos deles sofrem e acabam tendo uma vida infeliz e muitas das pessoas ali por perto nem sabem disso, os próprios amigos não sabem.

Esse não é um livro sobre "gostar ou não gostar" está mais para aquelas leituras obrigatórias que você precisa ler para entender as pessoas de certo modo. Suicídio tira a vida de muitos jovens (avá e.e) é uma das maiores causas de morte, a pessoa do seu lado pode estar pensando nisso, ou você pode estar pensando nisso, embora o livro não seja na visão do Hayden é fácil encontrar conforto nas palavras do Sam.

Não posso dar spoiler sobre esse livro porque o estragaria, os mistérios que surgem no decorrer da leitura são perfeitos para que o livro tenha aquela liga com os leitores. Você fica muito envolvido nela e não consegue parar até terminar de ler, Sam te prende nas palavras dele e nos mistérios que ele tem vivido por causa de Hayden, até mesmo as alucinações.

É um livro maravilhoso que fala sobre perda, perdão, bullying, amor, seguir em frente. Não é só um livro de ficção. É O livro de ficção porque como eu disse ele é para pensar, e não simplesmente ler.  Por isso agradeço a editora pelo exemplar, talvez eu nunca tivesse lido o livro porque não é muito meu tipo mas lê-lo deu outro olhar as pessoas e a vida.

Espero que tenham gostado! Alguém aí já leu? Conte para mim !



4 Comentários

  1. Sou louca para ler esse livro, já li várias resenhas sobre ele e todos falaram que ele é bom!!!! Beijos
    http://chuvacobertaelivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É bem legal, vale apena você vai gostar !

      Bjoos Miih <3

      Excluir
  2. Oie Miih! ^^
    Já li o livro e ele me fez refletir muito, até porquê conheço pessoas que já tentaram se suicidar, então a leitura acabou sendo muito intensa para mim e me fez chorar várias vezes por esses motivos, era impossível ler sem pensar nos motivos que levam as pessoas a fazerem isso e principalmente as que eu conheço que não falam sobre esse assunto.
    Muitos me recomendaram depois dessa leitura Os 13 Porquês, e apesar de saber que vai mexer bastante comigo eu quero conferir a história, até porquê esses livros, e acredito que não seja só para mim, nós ajudam a enxergar a vida de uma maneira diferente.

    Beijos e até logo! ;)
    https://worldofmakebelieveblog.wordpress.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii Amanda ! Os 13 Porquês é ainda melhor, faz a gente pensar muito mais do que esse. Eu também fico pensando muito nesses livros, acho as histórias fortes demais e muito bem contadas. Eu gosto bastante ><

      Bjoos Miih <3

      Excluir