Título Original:  Level 2


Páginas: 215


Autor: Lenore Appelhans 


Editora: Leya


Tempo de leitura:  Três Dias


Nota:   4/5





Heey !

Nossa parceira com a editora Leya  foi renovada, e marcando esse novo semestre temos a resenha de Level 2.

"Mas, então, eu morri. E agora não consigo dormir. Exceto, porém, quanto tenho acesso às memórias do meu sono. Você não acredita em quantas vezes vasculhei os dezessete anos e 364 dias de minha vida em busca daqueles raros e ininterruptos períodos de letargia, livres de pesadelos. Porque dormir é minha única e verdadeira pausa neste eterno carretel de lembranças, tanto as minhas como as que aluguei."
Desde sua morte prematura, Felicia Ward está presa no Level 2, uma espécie de limbo localizado entre a Terra e o Céu. Junto com seus companheiros, a garota passa horas intermináveis plugada em uma espécie de câmara, revivendo lembranças de seu tempo na Terra e lamentando o que perdeu: família, amigos e Neil, o garoto que amava. Até que uma menina é encontrada morta em uma câmara vizinha e somente Felicia lembra de sua existência.
Ao mesmo tempo, Julian, um cara perigosamente encantador que ela conheceu em vida, aparece para oferecer uma saída. É quando Felicia descobre a verdade: juntando-se à rebelião para derrubar os Morati, anjos guardiões do Level 2, ela poderá estar com Neil novamente. Suspensa entre o Céu e a Terra, Felicia se encontra no centro de uma luta secular entre o bem e o mal.
As lembranças de sua vida voltam para assombrá-la e, com os Morati a caçá-la, a garota vai descobrir que não é apenas a sua própria redenção que está em jogo... Mas a salvação de toda a humanidade.

Capas em outros países: 

Felicia, a protagonista, está morta. O lugar que ela está é comparado a uma colmeia de abelhas, nela as garotas ficam em câmaras separadas onde tem o acesso a suas memórias antes de morrerem. De inicio isso parece um pouco confuso, mas é interessante.

Tudo parece ir bem enquanto Felicia acessa suas memórias envolvendo seu namorado Neil, então algo se agita na "porta" da colmeia e é Julian um garoto que ela conhece. Com a ajuda de suas memórias vamos entendendo o que aconteceu com ela.

As outras mortas são chamadas de abelhas, elas (todas) tem os cabelos raspados, são incrivelmente pálidas e vestem camisolas sem cortes e brancas. Não tem mais sensibilidade ao toque e são extremamente iguais. Virginia  & Beckah são as melhores amigas de Felicia, um ponto chave para o livro.

Tudo parece desmoronar para as abelhas, ninguém se lembra da visita ilustre de Julian em uma porta que simplesmente desapareceu. Felicia se lembra nitidamente da visita surpresa de Julian, já que naquele lugar só há meninas e ninguém entra naquele lugar.

O que mais me instigou a ler foi o passado da Felicia, ela é sempre quieta e não diz muito como morreu, só deseja sair daquele lugar e saber como a vida de Neil está. Confesso que nunca li nada parecido com esse livro, fantasmagórico e fantástico o definiria bem. 

O fato de memórias e ter acesso a elas por crédito é incrivelmente instigante, é como vasculhar a vida privada de alguém.  A maior curiosidade do livro é lidar com a morte e saber quem foi o responsável por criar aquilo tudo. Quem criou? Deus? Anjos? Demônios? É um ponto a que dá assunto para debater.

A colmeia parece estar prestes a se desintegrar, Beckah some e nem mesmo Virginia se lembra dela. Então começamos a nos questionar o motivo pelo qual apenas a Felicia lembra dessas coisas. Era de se esperar que a heroína fosse diferente, mas a pergunta certa era porque disso.

O que pensamos ao primeiro sumiço de Beckah é que todas elas estão sumindo e que a morte chega ainda depois do pós-morte. O que não muda muita coisa porque logo queremos saber: "Se elas não estão na colmeia, para onde vão?" Ao que parece existe outro espaço depois daquele, será a paz?

Esse livro me deixou louca, ficava viciada em lê-lo e acabei com ele rapidinho. A autora te amarra na borda do livro e faz com que você não consiga parar de ler um só minuto, o livro é fino mas vale apena as 215 páginas.

A Felicia me lembrou (bem pouco) a Mara Dyer de A Desconstrução de Mara Dyer outro livro que eu amo. Porque ela se pergunta diversas vezes se está louca, questionando-se a si mesma sobre o que a morte a reserva.

Ela frequentava a igreja o que é tudo um tanto ainda mais polêmico, gosto de livros que retratam o que acontece depois da morte. É uma curiosidade que todos temos, e ler um livro em que ele se passa na morte é incrível.

Quando Julian aparece pela segunda vez então começamos a entender o que aquele mundo significa. Um gás entorpecente apaga as memórias dela, Felicia consegue sair daquele lugar e decide confiar no Julian (mesmo depois do passado de ambos) ele afirma que estão atrás dela.

Então o livro só amarra você ainda mais depois desse ponto,é uma narração simples, direta, rápida e gostosa. Não tem enrolações e por isso ela é bem mais legal. Não é preciso estar totalmente concentrada para ler.

Não quero falar muito sobre o segredo e ponto chave da história. Isso estragaria absolutamente tudo, só posso dizer que o sistema de memórias rouba as energias das abelhas porém a Felicia consegue reverter isso e usar a energia em si.  Isso se chama materialização.

Talvez eu tenha gostado tanto porque o livro tem um ar distópico, ainda mais quando descobrimos sobre os Morati que são anjos que desejam acessar o que está além do Level 2, que seria a paz dos mortos. O level 1 é a Terra, e o Level 2 é como uma sala de espera.

O cenário caótico do livro também me lembrou significativamente o livro "Estilhaça-me", o modo como as coisas são descritas e a voz não tão empolgante da personagem principal me faz Felicia lembrar a tediosa Juliet.

O livro entra em questões religiosas e  a morte, como eu disse. Realmente é uma narrativa incrível e um final com gostinho de quero mais. Leya sempre inovando nos livros lançados aqui. Recomendo a leitura.

Só não é 5 estrelas porque em alguns momentos a narrativa fica incrivelmente chata mas nada que não mude no capítulo seguinte.  Conte para nós o que achou da resenha e se já leu esse livro !








12 Comentários

  1. preciso urgente desse livro
    amei a postagem
    bjs
    ** https://www.youtube.com/crisartigosfemininos **

    ** http://crisartigosfemininos.blogspot.com.br/ **

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Compre, não ira se arrepender ♡

      Bjoos Miih

      Excluir
  2. Eu me interessei pelo livro e planejo lê-lo. Como você disse 'ar distópico", eu adoro distopias então acho que vou gostar.
    Beijos.
    http://www.some-fantastic-books.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim ele tem esse ar distópico maravilhoso, vale realmente apena ♥

      Bjoos Miih

      Excluir
  3. Fiquei bastante interessado agora rsrs.
    Parece ser um livro muito bom, adicionado na lista para futuras aquisições :3

    http://blogvagandoedivagando.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É mesmo boooom demais ♡♥ , não iria se arrepender !

      Bjoos Miih

      Excluir
  4. Adorei a sua resenha...
    Fiquei agora mais interessada pelo livro, já adicionei ele na minha lista de leitura.
    Beijos...

    http://rainbooksandcoffee.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Achei bem interessante! É bem diferente de todos os livros que li e isso me instiga.
    Conseguiu me convencer hehehe
    Muito boa a resenha!
    Beijo

    http://vicioseliteratura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um livro com um teor realmente diferente, também nunca tinha lido nada assim. Vale apena !

      Bjoos Miih

      Excluir
  6. Parece muito interessante o livro, quando tiver *cof* dinheiro pra gastar *cof* vou comprá-lo :) Também adoro livros que falam do que acontece após a morte... Também quero ler Estilhaça-me e A Desconstrução de Mara Dyer :3 Adorei sua resenha!

    Kissu ♥ Meu Mundo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É muito bom, eu recomendo. Parece sempre interessante tratar sobre esse tema em histórias. Estilhaça-me eu não recomendo, porque não gostei, achei a leitura maçante a personagem principal um saco. Agora A Desconstrução de Mara Dyer é o melhor livro que eu já li, recomendo !

      Bjoos Miih

      Excluir