Título Original: The Body Finder




Páginas: 268


Autor: Kimberly Derting


Editora: Intrínseca


Tempo de Leitura: Um Dia









Bom Dia ><

Depois de ler Extraordinário esse foi o livro que comecei, gostei bastante da leitura e por ser fininho eu li rapidinho. Foi bem divertida a leitura, amei fazê-la. Esse livro faz parte de uma trilogia. Abaixo segue as capas originais:



Aqui no Brasil a editora Intrínseca lançou até o segundo intitulado "Desejo dos Mortos" Gostei que eles mantiveram a capa original, odeio quando as editoras mudam as capas. O último livro seria algo como " O Último Eco" vamos aguardar, ganhei o segundo livro e não vejo a hora de ler.

Confiram a sinopse de Ecos da Morte:


Violet Ambrose tem dois problemas: o dom mórbido e secreto que carrega desde a infância e Jay Heaton, seu melhor amigo, por quem está apaixonada. Aos dezesseis anos e confusa com os novos sentimentos em relação a Jay, ela começa a ficar cada vez mais incomodada com sua estranha habilidade: Violet encontra cadáveres. Desde muito pequena ela percebe os ecos que os mortos deixam neste mundo. Ruídos, cores, cheiros. Mas não todos, apenas os das vítimas de assassinato. 
Para ela, isso nunca foi um grande talento. Na maioria das vezes, tudo o que encontrava eram pássaros mortos, deixados para trás pelo gato da família. Mas, agora que um serial killer está aterrorizando a pequena cidade onde mora e os ecos das garotas assassinadas a perseguem dia e noite, Violet se dá conta de que talvez seja a única pessoa capaz de detê-lo. Em pouco tempo ela estará no rastro do assassino. E ele, no dela. 

Continuem lendo para verem a resenha:

Violet e Jay são amigos eternos. Gosto quando nos livros tem amigos que se tornam próximos. Violet pode "sentir" o eco dos mortos,  daí o vem a origem da tradução do nome do livro. Ela sente esses ecos que chamam ela, nisso ela encontra o corpo dos mortos em sua localização exata. O que diferencia esse livro dos demais é que os pais de Violet são presentes, eles sabem do dom da filha assim como Jay.

O livro é aterrorizante, acho que a autora usa muitas metáforas e eu simplesmente amooo isso. O que mais gostei no livro é a amizade/amor do Jay e da Violet, sério eu amo amizades e namoros entre amigos. Acho interessante como esse sentimento se desenvolve envolvendo tudo que eles viveram. Amo aqueles beijos que parecem comum mais não são, talvez seja por isso que enfatizo isso no meu livro. Amigos são os verdadeiros namorados.

Há um assassino no livro, Violet acaba encontrando com o corpo que ele vai deixando pelo caminho. É literalmente como um rastro de sangue deixado por ele para ela encontrar, há narrações do psicopata e são de arrepiar. A escritora dedica capítulos curtos para a narração dele, sempre misteriosa e diz sem dizer. E detalhe, são apenas garotas. As narrações do livro são em terceira pessoa assim como as do assassino, isso deixa tudo mais assustador porque parece que tem outra pessoa só observando tudo de fora.

Jay é o tipo de cara engraçado, confesso que não tive um BUM quando comecei a ler sobre ele contudo sinto inveja da Violet porque eu queria um amigo desses, de verdade. Ele é super fiel a amiga, gosto de quando ambos começam a se questionar se aquilo deve ficar só na amizade mesmo.

Ambos decidem procurar o assassino e como vocês estão imaginando na suas cabeças tortas não vai dar certo, mas a Tia Miih não vai contar para vocês o que acontece.

A autora nos surpreendi a cada parágrafo, como já disse a Kimberly utiliza várias metáforas e isso apenas torna o livro mais tenebroso. Ele é real demais, as palavras parecem grudar  no seu cérebro e você se torna sem perceber amiga da Violet ( ainda quero o meu Jay )

Quando você vê um livro tão fino imagina que ele não pode ser bom, está enganado. Ele faz valer as 200 e poucas páginas que tem. A editora Intrínseca como sempre arrasando com os livros internacionais. 

Amo o fato de os personagens terem que lidar com a morte mais que o normal como com a VIolet. Jay é o tipo compreensivo, ajuda Violet mas, não admite para si mesmo que também está caindo de amores por ela. Ah gente, essa história não tem como se tornar mais perfeita.

O livro me assustou um pouco, faz um ano que escrevo meu próprio livro e nunca tinha ouvido falar de Ecos da Morte até a Black Friday, há algumas semelhanças de narrações e personalidade horríveis. Isso me deixou de cabelos em pé, até mesmo ambas as personagens tem Marie  no nome. Só sei que foi estranho.

A parte que mais me chamou a atenção foi quando Violet vai ao cemitério e escuta o eco de pessoas assassinadas, a cena foi hedionda. 

Vou repetir que amo o amor do Jay e da Violet e que estou apaixonada por esse livro. Gosto das briguinhas que eles tem, o Jay é misterioso de um jeito que não consigo descrever. Amo quando ele fala, como eu disse ele não é amor a primeira vista, mas basta você continuar lendo.

O assassino é mais louco que o previsto. Eu recomendo muito o livro e por isso ele é 5 estrelas. Eu SUPER recomendo essa leitura. Se apaixonem pelo Jay, se aventurem com a Violet e amem o livro como eu.

O final é tipo UAU. Vale apena, não vejo a hora de começar a ler Desejo dos Mortos.

Alguém já leu? Alguém vai ler?





Deixe um comentário