Título Original: As Grandes Aventuras de Daniella

Editora: Arwen

Páginas: 242

Gênero: Chick-lit

Nota: 





Heeey !

A primeira vez que escutei falar desse livro foi quando ele ainda estava no Wattpad, fiquei com vontade de ler mas tenho certa dificuldade para ler no mesmo. Sem perceber tinha certo preconceito pela protagonista não ser magrinha (mesmo que eu seja totalmente Dani) mas quando a Arwen minha parceira maravilhosa me deu a oportunidade de ler os lançamentos eu sabia o que devia ler. Então confiram essa resenha:

Bom, o que eu tenho a dizer sobre esta história maluca que estou prestes a contar? É simples: vocês não vão acreditar. Sério mesmo. Vai parecer loucura, com minha boca suja, dois pés esquerdos, noites inusitadas e quilinhos a mais (muito mais, mas não vamos entrar em detalhes...). Mas vou fazer o quê? É a verdade. E eu vou contar para vocês porque... Sei lá. Na verdade, eu nem devia estar contando, alguns de vocês vão se chocar.
Ainda está aqui? Bom, o risco é todo seu. Prepare-se.
Ah, é verdade, esqueci de me apresentar (típico). Meu nome é Daniella Fagundes, vinte e oito anos, namoro com o Thiago há dois anos e posso dizer que tudo está mais que perfeito! (xi, exagerei agora, né?). Também adoro comer e sou diferente de qualquer outra mulher que já tenha contado sua história para vocês. Por quê? Porque sou uma daquelas mulheres conhecida como gordinha. Sabe como é? Eles não se referem a mim como a sagaz Daniella ou a superconfiante Daniella. Sou apenas a gordinha do grupo. Sempre tem que ter um, não é?
Bom, é isso aí, acho que deu para entender. Afinal, vocês estão prestes a conhecer as minhas aventuras de autoconhecimento e de... Comece a ler, ué. Não quer perder um segundo, quer?



Primeiro tenho que começar agradecendo a L.L.Alves, Dani me fez perceber que o preconceito começa com nós mesmos e eu sou a Dani todinha, sem por nem tirar, mas até o final do livro eu me negava a acreditar. Foi o primeiro livro em que me identifiquei fisicamente com a personagem e só tenho a agradecer ela por isso. Dificilmente vemos livros que tratam temas de auto-aceitação de forma tão bem humorada quanto em As Grandes Aventuras de Daniella, você vai rir e ainda vai guardar a mensagem por atrás desse livro maravilhoso.

Daniella é gordinha e por isso tem dificuldade em perceber quão maravilhosa é, aos 28 anos ela sempre se acha a segunda opção, a menos importante, a que ninguém se importaria se não estivesse ali. Embora nem tudo o que ela pense de fato seja verdade, a Dani vê um grande problema em perceber que sua vida está parada e que ela se cansou de ser a mesma de sempre, cansou de se sentir inferior perante as outras pessoas. Temos o livro como um verdadeiro diário narrativo.


" Minha gordura gritava e esperneava sempre que eu tentava me igualar ás outras mulheres. A TV dizia isso, as revistas diziam isso, o mundo dizia bem claramente: você é diferente, nunca será como as outras."

O livro é narrado na primeira pessoa, temos a visão de tudo que a Dani pensa e quer fazer. Entramos de cabeça no seu mundo a partir do momento que o namorado lindo dela o Thiago lhe oferece um emprego de secretária na empresa dele, mas como sempre muito insegura ela mal acredita que pode acompanhar o ritmo dele e no meio do caminho tinha uma pedra... ou melhor, uma Fernanda que piora tudo. A história não é sobre uma gorda (sem mais o gordinha, okay?) é sobre alguém que tem que aceitar a si mesmo e começar a ser feliz como é. No início do livro temos a impressão de que ele será muito focado no eu mas conforme lemos percebemos que a verdadeira guerra é da Dani com ela mesma.


"Acho o mundo incrível e cheio de oportunidades"

Para a alegria de quem ama nacionais o livro é ambientado em Florianópolis, o mais interessante é que vemos as aventuras de uma personagem obesa mas não é fantasioso sabe? Eu me identifiquei muito com a Dani porque tudo o que ela passa sendo gorda é real, por isso é tão fácil se apaixonar pelas suas aventuras. O modo como a maravilhosa L.L.Alves escreveu me dava a impressão de que a Dani estava do meu lado e que nós éramos melhores amigas, por isso senti que eu poderia contar qualquer coisa para ela.

Dani vira outra pessoa quando para de ter dó de si mesma, passa a se amar mais e aprende, ou melhor, começa a viver de verdade. É nessa hora que entendemos todas as aventuras que ela passou. A autora faz Dani se desconstruir e se reconstruir criando os próprios padrões de felicidade. 

" Ás vezes vale apena se divertir, estar com quem você gosta e deixar as máscaras de lado.Não somos perfeitos, precisamos de uma válvula de escape. Então a maioria escolhe isso. A ressaca é a sensação ruim que ficam após a bebedeira são dignas depois de passar uma noite agradável." 

As personagens são extremamente cativantes, Thiago, o boy magia bonito e resmungão, faz parte do enorme time de mocinhos perfeitos pares das mocinhas em livros de romance, não tem nada demais nele mas mesmo assim é impossível não se apaixonar por ele. Embora todos sejam cativantes, Dani é quem nos conquista de um jeito que só lendo para saber. No decorrer da história conhecemos seus pais, que são malucos igual ela, temos problemas com o Thiago também (quero dizer, a Dani teve, eu não) e é nesse momento que ela decide que não vai sofrer e que vai ser feliz.

Me arrisco a dizer que esse foi o melhor livro nacional que li, não só porque eu era a Dani mas porque a história condiz com a realidade e faz com que todos os tipos de leitores se identifiquem com a Dani. A história é leve, na quantidade certa de páginas, você consegue sentir o amor da escritora em cada palavra. O livro é incrível e todos tem que conhecer. Além de trazer como tema central uma protagonista obesa ainda é falado sobre assuntos sérios e importantes como a depressão e como isso afeta quem somos e quem vive ao nosso redor.

"Eu não consigo me aceitar. Não consigo aceitar quem sou. Nunca consegui. Nunca deixaram e não tentei o suficiente."

Sabe aquele livro que você nunca consegue largar até terminar e quando termina quer mais? Esse é assim, As Grandes Aventuras de Daniella faz o leitor enxergar que é possível ser feliz do jeito que é e viver grandiosamente. A autora nos teletransporta para uma história divertida, cheia de grandes mensagens e no final você ainda se ama mais quando termina. É tudo TÃO PERFEITO QUE CHOREI QUANDO ACABEI, eu só queria agradecer a autora e dizer que TODOS devem ler o livro e se sentirem grandiosos pelo motivo que seja.



Melhor Livro do Ano <3

Resultado de imagem para Bienal do Livro sp


Heeey !

Na última sexta-feita (27) foi dada a largada para a 24ª Bienal Internacional do Livro em São Paulo (~insira aqui gritos de felicidade ~) e todo mundo sabe que tanto para os leitores de plantão quanto para participantes de primeira viagem todos aqueles livros bem baratinhos acabam fazendo nós gastarmos mais, por isso é bom importante saber de algumas dicas para sobreviver nesses dias e saber como não perder dinheiro.

Tenho praticamente um doutorado em sobreviver em bienais do livro, mas nos primeiros anos sofri demais para aprender como não perder tempo e dinheiro, por isso o Descafeinadas dá algumas dicas para você sobreviver nesse universo maravilhoso que a bienal nos proporciona, confiram:


Faça uma Lista dos Livros Desejados

Resultado de imagem para list gif tumblr

Todo leitor quando vê muitos livros por menos da metade do preço enlouquece, mas nem sempre o preço da bienal é de fato mais barato que o das lojas físicas ou online. Por isso faça uma lista de todos os livros que você pretende comprar e cheque em várias lojas virtuais e compare os preços, confirme que o livro valerá muito apena na Bienal. Não esqueça de checar quanto ficará de frete (caso seja loja virtual) porque ele muitas vezes aumenta muito o preço do livro. Com uma lista você não vai perder dinheiro.


Leve Lanche de Casa

Resultado de imagem para eating gif tumblr

Os lanches lá são MUITO CAROS  e consequentemente você vai PERDER muito dinheiro se for deixar para comer lá. Por isso leve comidas leves e que não estraguem no calor (geralmente lá dentro é bem quente) e leve uma garrafa de água porque a Bienal oferece bebedouros que você pode recarregar sua garrafa. Levar comidas leves é importante porque afinal não queremos ninguém tendo que ir embora por passar mal.


Não Esqueça o Carregador

Resultado de imagem para celular gif tumblr

Nada mais triste do que ficar sem bateria e se você não tem uma bateria portátil (o que é MUITO útil para grandes eventos) vai ter que encontrar uma tomada, existem grandes áreas onde podem sentar e usar as tomas, perto dos banheiros sempre tem também e nas laterais de alguns estandes, então se precisar fique atento que vai encontrar onde não ficar sem celular. 


Chegue Cedo

Resultado de imagem para sono gif tumblr

Não é uma regra mas você vai encontrar fila para tudo por lá, se chegar cedo vai poder aproveitar mais. Vai poder comprar os ingressos de entrada e aproveitar as outras milhares de filas que vai encontrar por lá, principalmente a fila para ir ao banheiro.


Fique de Olho nas Agendas

Resultado de imagem para abraço amigas gif tumblro

Sabe aquele autor naconal que você ama? Então, confira a agenda dele e entenda os dias que eles vão porque só assim você vai poder dar aquele abraço, se ele tiver essa disponiblidade mande mensagem e veja onde encontrar ele naquele momento, isso claro se aquele for o dia de ele estar atuografando o livro dele. Nada melhor do que abraçar aquele autor que a gente ama.


Esteja Aberto(a) a Novos Autores

Resultado de imagem para escrevendo gif tumblr

Todo ano que vou a bienal volto com um ator adotado, são nesses eventos que você conhece novos autores e se apaixona por eles pelo resto da sua vidinha. Aproveite para comprar o livro deles e ajudar a enaltecer esses maravilhosos. Tem tantos autores brasileiros precisando serem adotados, faça isso por eles !


Tenha Paciência 

Resultado de imagem para briga gif tumblr

Sempre vai ter aquele abençoado que acha que tem alguma propriedade em filas, aquele serumaninho mal educado que vai querer passar na sua frente e comprar o último livro depois de arrancá-lo da sua mão (sim, isso já aconteceu comigo). Então não parta para cima do mal educado, tenha paciência e lembre-se que está ali para se divertir,tente ignorar aquela pessoa que merecia um soco na cara.


Fique Sempre Conectado

Resultado de imagem para computador gif tumblr

Sabe o Skoob? Então, ele vai ajudar demais nessas horas! E agora eles ainda tem um app incrível, você vai encontrar muitos livros baratos por lá mas muitos deles vão ser desconhecidos, então para não perder dinheiro dê um google ou entre no skoob para ver quantas estrelinhas aquele livro tem, ler uma resenha e ver se ele vale seu dinheiro e se você vai gostar da história.


Use Roupas Confortáveis

Resultado de imagem para desfile gif tumblr

Não vá achando que está indo para o desfile, use uma roupa confortáveis e tênis porque você vai andar muito, muito mesmo e vai se cansar. Não deixe que a roupa atrapalhe seu dia e que te impeça de aproveitar.


Leve Uma Bolsa/Mochila

Resultado de imagem para compras gif tumblr

Andar com  muitas sacolas é ruim, por isso ir com uma mochila ou bolsa grande é recomendado porque assim você não vai ficar com as mãos ocupadas e vai poder aproveitar melhor. Além do mais se levar tudo na mochila e não precisa ficar com sacolas nas mãos.


Essas são apenas algumas dicas que podem facilitar seu dia na Bienal e não esqueça de aproveitar muito !



Olá Good Vibers ! 

Todo mundo pelo o menos uma vez na vida já pensou como seria abandonar esse nosso mundo de tecnologia e andar pelo o mundo, mas se sua mãe for igual a minha, provavelmente ela vai te achar, e quando achar vai te matar. Into The Wild é o típico filme que dá uma vontade imensa de virar um andarilho, jogar o celular fora, trancar a faculdade e viver na natureza. Se você não pode fazer isso, se contente vendo o filme mesmo,  e tente absorver a mensagem que o filme passa (nem é tão difícil,). Agora, vamos ver e ler a sinopse e o trailer, aí vocês vão entender do que eu estou falando. O longa se passa na década de 90 e conta a historia de Christopher McCandless um jovem que acabou de se formar e decide largar absolutamente tudo e viajar a pé até ao Alasca, passando por vários lugares do continente, durante sua jornada, ele encontra pessoas que mudam sua perspectiva de ver a vida, e acaba também mudando a perspectiva de vida dessas pessoas. 


O Christopher realmente existiu e toda a história do filme é baseado em sua real jornada pelo continente, nessa foto acima podemos ver o verdadeiro Christopher, essa foto foi tirada por ele em 1992, e na minha opinião, ele parece feliz, por isso a imagem me toca tanto. O autor Jon Krakauer escreveu essa história e a transformou em um livro, que pode ser facilmente encontrado, vale a pena dar uma lida pra pegar um pouco mais dos detalhes. Quando ele começou a viajar, mudou seu nome para Alexander Supertramp, e vou começar a me referir a ele por ''Alex''. 


É sempre bom encontrar pessoas que mudam a nossa vida, e por dois anos seguidos, Alex encontrou pessoas que mudaram sua vida. O legal do filme são as mensagens que ele passa, e são taaantas coisas legais pra você levar pra vida toda, se conseguir absorver. Um frase do filme me tocou muito, ela é dita em uma das últimas cenas e ela me impactou demais: ''A felicidade só é real quando compartilhada'', chama o tatuador pra mim, porque eu quero gravar isso na minha testa. 

Inspirador é a única palavra em que eu definiria Into The Wild, e de fato ele é. Espero que você assista e goste, e que te sirva de inspiração. 



E lembrem-se : A felicidade só é real quando compartilhada.

All The Love, Rafa











  Olá amigos !

Sabe aqueles filmes em que você fica com uma agonia pelo personagem, e torce até o último minuto para que tudo acabe bem ? Perdido em Marte é esse tipo de filme, me fez ficar com os nervos a flor da pele desde o início. Confiram o trailer e a sinopse:








Sinopse 

O astronauta Mark Watney (Matt Damon) é uma das primeiras pessoas a caminhar em Marte. Entretanto, devido as complicações causadas por uma tempestade de poeira, Mark é deixado para trás por sua tripulação e pode se tornar a primeira pessoa a morrer no planeta. Com apenas poucos suprimentos, Mark conta com sua criatividade e inteligência, e embora as possibilidades estejam todas contra ele, Mark luta para sobreviver.


Gif


ATENÇÃO: a crítica abaixo pode conter spoilers sobre o filme


O filme sem dúvidas é uma mistura de ficção cientifica, aventura, ação e uma pitada de drama. O longa é baseado no livro de Andy Weir, que demorou três anos para escrever o livro, por isso o filme tem uma história tão boa. 



Tenho que admitir que a atuação do Matt Damon, foi sensacional. Parecia que ele realmente estava vivendo aquilo, representando de forma extraordinária  os sentimentos do Mark. Essa produção levou algumas indicações do Oscar, de melhor filme, melhor ator, roteiro adaptado, design de produção, efeitos visuais, edição de som e mixagem de som. Matt ganhou um Oscar mais do que merecido de melhor ator. 



Mark Watney tem uma inteligência incrível e consegue se virar até em Marte ! Tenho certeza de que você vai rir um pouco dos sarcasmo dele, é a coisa que mais gostei no personagem. O legal é que a história não foca só no carinha perdido em marte (até porque ia ser extremamente chato), ele também tem foco nas questões da terra e de como a NASA vai fazer Mark voltar para casa, garanto que até você vai bolar uma estratégia na sua cabeça. O Mark é tão foda que ele consegue plantar batatas em marte (SIM, BATATAS DE MARTE) para garantir a sua sobrevivência. Tá duvidando do que estou falando ? Bem, assista o filme e comente aqui embaixo o que você achou, certo ? Certo.

Espero muito muito que vocês tenham gostado do post, e fiquei morrendo de curiosidade para ver o filme. 

Ah, quase me esqueci ! Vou deixar aqui em baixo algumas das minhas redes sociais, assim vocês vão poder me conhecer um pouco melhor.

Instagram - @Therealrafaella
Wattpad - @Therealrafaella
Twitter - @RafaaCard
Tumblr - pointofmadnessview.tumblr.com
Facebook - Rafinha Cardoso



All The Love, Rafa.













Título Original: Filhos da Lua - O Legado
Editora: Avec
Páginas: 560
Gênero: Fantasia
Nota: 





Heeey !

Quando comecei a ler esse livro achei que não fosse gostar, estava tudo clichê demais e embora eu adore um bom clichê eu estava definitivamente esperando algo diferente disso, então como não desisto fácil decidi dar mais uma chance ao livro e continuei lendo, afinal tem mais de 500 páginas! Quando vi esse número quase caí para trás! Mas enfim, confiram a resenha de mais uma fantasia nacional:

Você consegue imaginar que a vida que te ensinaram a viver pode não ser aquela para a qual nasceu? Que tudo o que acredita pode não ser inteiramente verdade? E que existem criaturas conhecidas como trocadores de pele vivendo entre nós?
Em Filhos da Lua: o Legado, você descobre um novo universo de fantasia urbana, tendo como cenário inicial a cidade de Santos, em São Paulo. A autora apresenta uma aventura cheia de mistérios cuja personagem principal é Bianca, uma adolescente que não imagina que sua chegada na cidade desencadearia uma série de acontecimentos capazes de transformar completamente a sua vida e revelar os segredos de um perigoso mundo.




Quando comecei a ler achei que tudo levaria a uma história óbvia, nas 100 primeiras páginas tudo o que que eu conseguia ver eram personagens rasos e falas tão "falsas" de certo modo que eu não sabia se conseguiria terminar de ler. Mas, nunca desisto de um livro e é bem difícil isso acontecer, sempre procuro ir com ele até o final para saber onde isso me levará. Em Filhos da Lua - O Legado tudo indica para um livro normal, e de fato ele seria, se a autora não tivesse criado, ou melhor, recriado toda uma mitologia incrível em sima dos já conhecidos lobisomens. Da página 100 em diante você vai se sentir imerso na leitura até o final.

O cenário é solo brasileiro, tudo se passa em Santos-SP. A vida de Bianca não é comum, teve uma infância perturbada e para piorar sofre de sonambulismo, então ela se tornou alguém fechada e com poucos amigos, ela sempre se muda muito com a irmã que é restauradora e por isso fixar-se a apenas um lugar é algo que não acontece com frequência. Ao mudar-se para Santos para que Laura (sua irmã) restaure uma igreja tudo volta a tona na vida de Bianca e ela passa a ter pequenos esclarecimentos do seu estranho passado.

Como toda história com adolescentes e escolas novas, Bianca entra na escola como a perdida e acaba fazendo bons amigos. O início da história é beeem arrastado, tive em todo momento a impressão de que nada, absolutamente, nada aconteceria e achei que a história ficaria por aquilo mesmo, porém não posso negar o fato de que essa "lerdeza" é necessária para o desenrolar completo da história. Marcella nos leva a um ambiente em que é preciso esquecer tudo que sabemos sobre lobisomens e abrir a mente para uma nova raça, uma nova mitologia, porque possivelmente vai ser diferente de tudo que você já leu por aí.

Bianca não é normal, ela é muito especial na verdade e isso vai desencadear vários problemas que dão a história o ritmo animado e gostoso de ler. Ela é uma Karibaki, nome que a autora deu ao seus lobisomens, os dons que cada um deles tem é o que mais me chamou atenção, tirou totalmente a visão arcaica que eu tinha dos lobisomens (que nunca foram meus seres da noite preferidos) e eu fiquei tipo SOCORRO! que mitologia incrível! É fácil notar que a autora trabalhou muito em todos os detalhes e eles torna tudo tão perfeito. Com esse trecho tirado do site do livro (clique aqui para acessar) você conhece mais sobre os Karibaki:

Olá, jovem trocador de pele! Não, você não é um lobisomem! E por favor nunca mais use essa palavra aqui novamente. Odiamos ser chamados assim, acredite!
Conhecer a nós mesmos não é tarefa fácil. Há centenas de anos estamos tentando entender como surgimos. Entretanto, o que sabemos é que não somos nem humanos e muito menos lobos.
Somos uma raça única no planeta capaz de trocar a pele humana por uma lupina. Porém, nós não nos transformamos em lobos, mas sim em algo muito maior e feroz. Você já trocou de pele uma vez e sabe do que estou falando. Sim, eu sei que dói, mas será mais fácil das próximas vezes. Eu prometo.
Quando trocamos de pele ficamos maiores e mais fortes. Aumentamos em média 25% a nossa altura e por volta de 300% o nosso peso em massa corporal. Somos mais fortes e mais resistentes, capazes de nos curar mais rápido, além de ganharmos sentidos aguçados, garras e presas afiadas.
Resumindo, nos tornamos terríveis máquinas de matar e por isso não trocamos de pele a todo instante. Mesmo aqui no Refúgio você deve trocar apenas durante os treinamentos e lá fora somente quando estiver disposto a tirar a vida de um inimigo.
Você já sabia que seria um Karibaki e não um parente, pois não desenvolveu os dons de parente de sua linhagem. Pelo menos isso seus pais explicaram para você.
É uma pena que eles tenham abandonado a nossa sociedade anos atrás. Não somos contra escolhas como as deles, mas saiba que precisamos de cada parente ou Karibaki existente, você entenderá o motivo nas aulas de História com Andréa.
Eu sei que você ainda é apenas um garoto de 12 anos e apenas ficará tempo suficiente para completar seu treinamento, mas no final você terá uma escolha. Poderá partir e ficar com seus pais lá fora, fingindo serem humanos e vivendo uma vida comum, ou poderá se juntar a uma de nossas jovens alcateias e se tornar um grande soldado em nossa guerra.
Mas não é só ser um deles, eles também são divididos em linhagens e legados, peguei a informação do site maravilhoso do livro:
Atualmente possuímos quatro linhagens entre aqueles que possuem o sangue da lua, mas no passado havia mais. As linhagens são simbolizadas pelas marcas dos legados, que alguns possuem desde o nascimento.
As marcas do legado:
1º Legado: Destemidos
2º Legado: Furiosos
3º Legado: Furtivos
4º Legado: Uivadores
As personagens são muito legais, passado aquelas 100 páginas elas deixam de serem totalmente superficiais. Bianca é a personagem principal, ela não faz meu estilo de mocinha e confesso que não gostei dela, ela torna-se então a clássica personagem que supera tudo e se torna a super-heroína. São muitos personagens, mas cada um conquistou um pedacinho de mim. Julian fez com que eu me apaixonasse por ele, é o típico folgado, seguro de si e bad boy que todas as meninas adoram e que apimentam o livro. Nicole, Ricardo, Lucas e Rafaela tem cada um sua qualidades, mas confesso que fiquei perdidamente apaixonada de verdade pelo Julian.

Narrado na terceira pessoa nós temos uma visão ampla de todas as personagens, o mundo criado é profundo e incrível, se você leu e não gostou lê de novo porque você leu errado! O livro é uma história original, passada em território brasileiro, com personagens incríveis e um final que vai fazer você desejar por mais! Não quero falar mais para não dar spoiler, é um livro que vale apena e vale seu tempo, não desista dele porque vai se tornar uma leitura incrível!

No começo vai ser difícil se sentir imerso nesse universo, mas quando você se envolver não vai ter mais volta. O livro nos oferece algo que você percebe conforme ler que não é clichê, o começo de fato é, mas depois tudo se torna ÚNICO. É uma palavra que descreve bem esse livro, ele é ÚNICO. A própria escrita da autora ajuda, é gostosa, fluí bem e é apaixonante em todos os sentidos.

Ansiosa por mais !